Municípios

Trabalhadores na pindaíba


Pescadores de São Cristóvão ainda não receberam seguro-defeso

Pescadores de São Cristóvão aguardam seguro-defeso (Fotos: Portal Infonet)

Pescadores e marisqueiras de São Cristóvão continuam reclamando de não terem recebido a segunda parcela do seguro-defeso pago pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Os trabalhadores informaram, nesta sexta-feira, 13, que deram entrada no requerimento em março, mas até agora não tiveram informações sobre quando irão ter acesso ao benefício.

O seguro-defeso, no valor de R$ 954, é pago a pescadores profissionais durante o período em que a pesca é proibida para a preservação da espécie.

Ismael Santos, 25, pai de três crianças, diz que esperava ter recebido o seguro em junho. “Achava que ia receber até o São João, mas até agora não recebemos nada”, lamentou o pescador. “Só agora que acabou o defeso eu pude voltar a pescar. Mas enquanto isso, não tive renda”, disse.

Ismael previa receber o seguro em junho

De acordo com a gerência executiva do INSS, os requerimentos já estão sendo analisados e ressalta que as ações correm dentro do cronograma. Ainda segundo a gerência, os pedidos são analisados de acordo com a ordem de solicitação.