Turismo

Tototós ainda atraem sergipanos e turistas na travessia do Rio Sergipe


Toto

Há mais de um século que moradores de Barra dos Coqueiros utilizam das canoas para chegar até o continente. No início eram as “canoas de pano” (canoas que utilizavam vela). Depois veio a motorização e por conta do barulho característico, passaram a ser chamadas de tototós.

A construção da ponte sobre o rio Sergipe, ligando Aracaju a Ilha de Santa Luzia (Barra dos Coqueiros), diminuiu o uso do transporte, mas muita gente prefere, argumentando que é mais rápido e para alguns moradores deixa mais perto de casa, além do atrativo preço de R$ 1,50, a passagem.

Pedro Henrique, um dos canoeiros, lamenta que o Governo tenha abandonado a classe.

Hoje são apenas 23 canoas, transportando em dias alternados (doze num dia e onze no outro). As canoas já chegaram a transportar mais de mil pessoas por dia e hoje é um pouco mais de 150.

Pedro diz que os canoeiros não têm muitas expectativas de melhorias e a tendência é ficar pior e os prejuízos são enormes, porque não houve planejamento, para que o transporte não perdesse a evidência. A tendência é às canoas se acabarem na beira da praia, profetiza Pedro Henrique.

Os usuários dizem que é gostoso atravessar de canoa, para curtir a paisagem do rio Sergipe e olhar de frente para a Barra dos Coqueiros e a capital de todos os sergipanos, bem melhor do que o ônibus que dá muitas voltas.

Por Manoel Di Cizino

 

 


Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.