Agricultura

Telha depende praticamente da produção de arroz e piscicultura


Com pouco mais de três mil habitantes, localizada no Baixo São Francisco, com cerca de 50 quilômetros quadrados de extensão territorial, Telha depende muito da rizicultura, segundo o prefeito Domingos dos Santos Neto, PSC, eleito com 1.489 votos (53,32% dos votos válidos).

 

Ele diz que os principais desafios foi organizar o município, que estava abandonado e ocorreram avanços nas áreas da saúde, educação e social.

 

Domingos dos Santos Neto vai implantar o Mais Educação, programa do Governo Federal e o aluno chegará pela manhã e sairá a tarde, com refeições dentro da escola e atividades educacionais completas, em todas escolas da rede municipal.

 

Com respeito à saúde, Domingos diz que o município atende as atividades da atenção básica que lhe compete.

 

Telha dispõe de médicos especializados, laboratório municipal e outros serviços para a população, evitando o deslocamento para outras cidades, a exemplo de tratamento com uso da fisioterapia.

 

Telha é praticamente agrícola com plantio do arroz e criatório de peixe e duas indústrias de beneficiamento de arroz e cerâmica.

 

É um município pobre e a população precisa de assistência da prefeitura. O projeto de irrigação é a maior fonte de renda do município, com o cultivo do arroz, explica.

 

Domingos reivindica da Codevasf que olhe mais para a irrigação, porque isso fará com que diminuam os problemas de Telha.

 

Este ano, Telha vai iniciar oito obras, com recursos do Orçamento Geral da União.

 

Ele diz que é preciso investir na capacitação dos rizicultores e a Codevasf fica só em promessas.

n_cruzeiro-missionario-em-telha-fotonilmaia

Segundo Domingos dos Santos Neto, a economia de Telha depende cerca de 70% dos projetos de irrigação e ele cobra, também, atenção da Codevasf para Propriá e Cedro de São João. (Por Cláudio ‘Botafogo” Messias)

div


Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.