Sindicatos

Sindisan tem eleições suspensas pela justiça


Justiça suspende eleições do Sindisan por ação da Chapa 2

Juiz Substituto da 4ª Vara do Trabalho de Aracaju, José Ricardo de Almeida Araújo, determinou, em caráter tutelar, a suspensão das eleições para Direção Executiva e o Conselho Fiscal do Sindisan, que estavam para ser realizadas amanhã (12) e quinta-feira (13).

A suspensão foi em atendimento à ação movida pela Chapa 2 – Renovação de Verdade, que alegou descumprimento de prazos por parte da Comissão Eleitoral na entrega da lista atualizada de aptos a votar, falta de tratamento igualitário entre as chapas participantes e uso do poder de direção do sindicato em favor da Chapa 1.

O cancelamento das eleições do Sindisan, um dia antes do início do pleito, trouxe enormes prejuízos para a categoria, que estava mobilizada para participar da votação, e para o sindicato, que teve grandes despesas financeiras com locação de veículos e com reservas em hotéis e pousadas no interior para mesários e motoristas.

“Não tem como deixar de entender essa ação da Chapa2 como oportunista e prejudicial à categoria e ao sindicato. O que eles colocam como prova do uso do poder de direção em favor da Chapa 1, por exemplo, é estarmos nas mobilizações e atividades do Sindisan usando a camisa da Chapa 1″, externou Sérgio Passos, presidente do sindicato e candidato.

“Quer dizer que a direção do sindicato não pode fazer o seu trabalho usando essas camisas, mas eles podem porque não são direção? Então eles fazem campanha e nós não podemos? Isso sim que é falta de igualdade na disputa, afinal, o sindicato não pode fechar para que façamos a nossa campanha”, disse.