Política

PSB processará Sukita civil e criminalmente


Partido repudia tese de ex-prefeito e defende renúncia
Sukita responderá a processos criminais e cíveis(Foto: Arquivo Portal Infonet)

O Partido Socialista Brasileiro (PSB) não está nada satisfeito com as declarações do ex-prefeito de Capela, Manoel Messias Sukita dos Santos, que assegura a ocorrência de fraude em documento encaminhado pelo partido ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) pela renúncia à candidatura de deputado estadual, cujo registro ainda depende de análise do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Para o presidente do PSB, Paulo Viana, as declarações de Sukita são infundadas e, em decorrência deste entendimento, os membros do partido já estão mobilizados para ingressar com as ações cível e criminal contra o ex-prefeito. Nesta terça-feira, 23, o PSB publicou nota de reprimenda pública e de repúdio contra Sukita. “Ao comportamento considerado desequilibrado e agressivo” do ex-prefeito, conforme explícito em nota enviada à imprensa pela assessoria de imprensa do partido.

“Sukita vem sempre com um discurso meramente político, sem atinar para os desatinos de seus erros, pelos quais é o único responsável e recorre a subterfúgios, inclusive procurando denegrir a imagem do partido e de seus membros, para fugir dos devidos esclarecimentos à sociedade e à justiça”, destaca a nota.

Na nota, o presidente do PSB garante que o partido “cumpriu honestamente o seu papel sem escamotear a verdade, tanto que a justiça eleitoral confirmou o caráter espontâneo da renúncia”, numa referência ao documento enviado ao TRE no qual destaca a renúncia de Sukita à candidatura de deputado estadual.

“Qual foi então a traição que o PSB cometeu? Qual a situação de abandono que ele apregoa, já que errou e agora se esconde por detrás de uma cortina de fumaça, usando uma argumentação populista e demagógica?”, questiona a nota do PSB. “Diante da majestade da justiça, que reconheceu a sua renúncia assinada pelo seu próprio punho, pra que repisar sobre um tema que tem repercussões gravíssimas, inclusive de apuração interna através do Conselho de Ética, na esfera eleitoral, policial, do Ministério Público e da Justiça em desfavor de quem não tem argumento para justificar os seus erros?”, destaca a nota.

O presidente do PSB assegura, na nota, que o partido respeitará as decisões judiciais. “Respeitar as sentenças do Poder Judiciário é um dever de quem age para fortalecer a nossa democracia, que tem como um dos seus pilares a Justiça. Infelizmente, o ex-prefeito  Sukita desconhece as virtudes  das instituições, considerando-se alguém acima das leis e dos homens”, finaliza a nota.

Portal Infonet tentou, novamente, ouvir o ex-prefeito, mas não obteve êxito. Sukita não atendeu às ligações telefônicas. O Portal permanece à disposição do ex-prefeito. Informações podem ser enviadas por e-mail jornalismo@infonet.com.br ou por telefone (79) 2106 – 8000.


Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.