Cadê você?

Prefeitura arrocha população com imposto escorchante


  • Claudio
ABUSIVOA população de Barra dos Coqueiros reclama do aumento abusivo do IPTU e o vice-prefeito José Cláudio Barreto (Cláudio Caducha, PT) não concorda com o que o prefeito Airton Martins, PMDB, quer que seja pago. Caducha é um dos líderes de uma campanha contra o abuso e pede que as pessoas tirem cópias do documento emitido pela Prefeitura e  Rua entreguem na casa de Ronnie Bastos situada á rua L, nº 27 no Prisco Viana, centro – Barra dos Coqueiros. Um abaixo-assinado será entregue ao Ministério Público, pedindo a contestação no Tribunal de Justiça do percentual determinado pela administração pública.

BALANÇA

Consumidores, principalmente idosos, têm sido lesados por maus feirantes, que adulteram as balanças e com isso o pessoal paga mais pelo que leva. Ou seja, com o peso adulterado, diariamente, os feirantes lucram muito, porque vendem com peso menor e cobram como se fora o real. Tem que haver uma fiscalização rigorosa para acabar com o roubo.

LESADO

O vereador de Aracaju, Adriano Oliveira (PSDB), o “Adriano Taxista”, apresenta um projeto de lei que preserva o direito dos consumidores. O tucano defende que a empresa responsável pelas feiras livres e pelos mercados municipais de Aracaju forneça balanças para os feirantes e que um fiscal da Emsurb (Empresa Municipal de Serviços Urbanos) faça a devida aferição das mesmas no sentido que os consumidores levem exatamente aquilo que estão comprando. Adriano disse que comprou uma carne em uma banca e achou estranho. Foi conferi na barraca de um amigo e percebeu que havia uma diferença no peso que lhe fora oferecido e pelo qual pagou. Isto quer dizer levou menos e desembolsou mais.

ESTAPAFÚRDIA

Para justificar os erros do prefeito ou governador tem vereador dizendo por ai que a presidente Dilma Rousseff, PT, faz pior e muita gente não critica. Os políticos são mesmo inventivos, porque um erro não justifica outros e a população que paga os salários dos caras, não pode ser castigada pelas irresponsabilidades de Dilma ou qualquer outro administrador pública. Esta desculpa é prova da incompetência.

CONTRIBUIÇÃO

Interessados em ampliar seus conhecimentos sobre direito, além de advogados, juízes e procuradores, podem acessar a biblioteca digital da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). A plataforma oferece mais 70 livros para download gratuito. As obras foram assinadas por nomes importantes da instituição. “Cidadania da Mulher: Uma Questão de Justiça”, “Defesa da Democracia e da Ordem Constitucional”, “Processo Judicial Eletrônico”, “Novo Código de Processo Civil: Comparativo das Redações do Senado Federal e da Câmara dos Deputados”, são alguns dos títulos. É a instituição contribuindo para a boa formação dos brasileiros.

ECONOMIA

Preocupados com os rumos da economia brasileira, sobretudo elevadas taxas de juros que impedem as empresas de crescerem e o aumento do consumo,  empresários vêm discutindo com políticos o cenário nacional e oferecendo sugestões, para que sejam debatidas no Congresso e oferecidas como contribuição para o Governo Federal. Recentemente o deputado Fábio Mitidieri (PSD/SE) participou de almoço promovido pela Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores (ABAD), em Brasília. A pauta desse almoço com os parlamentares e empresários de todo o Brasil não podia ser diferente e girou em torno da situação atual do Brasil no cenário econômico nacional e mundial.

ESTOURADAS

Boa parte das ruas de Barra dos Coqueiros está que é um fedor só. A rede de esgoto estourou em vários pontos e o povo é obrigado a conviver com fezes e outras coisas mais. Quem executou o serviço de drenagem e rede de esgoto foi a Construtora Heca, portanto, é obrigado do prefeito Aírton Martins, PMDB, acionar o Ministério Público, solicitando que a Heca seja obrigada, por determinação judicial, executar os reparos, sem cobrar um centavo sequer à população. É realmente uma vergonha nojenta e fedorenta.

VIOLÊNCIA

O que era para ser o forró da família, virou a festa da bandidagem. Furtos, assaltos, assassinatos, tentativa de homicídios e outros pequenos delitos marcam o Forró Caju deste ano. Isto é ruim para o desenvolvimento do turismo de Sergipe. E o que se espera é que a sociedade repense o modo de educar os filhos, para que não sejam os bandidos do futuro, não importando a classe social. É fundamental que as escolas também assumam o papel de educar para a sociedade e não apenas visando as provas do Enem e concursos.

FORROZEIROS

Alguns políticos estão ariando a fivela nos forrós de Aracaju. O deputado federal Valadares Filho e o pai senador Antônio Carlos Valadares, PSB, marcaram presença no Encontro Nordestino de Cultura Arraiá do Povo, que acontece na Orla da Atalaia Velha.

 EXPECTATIVA

Edvaldo Nogueira, PCdoB, Robson Viana, PMDB, Ana Lúcia Menezes, PT, Valadares Filho, PSB, Mendonça Prado, DEM, e Rogério Carvalho, PT, entre outros, são algumas alternativas para dar dor de cabeça ao governador Jackson Barreto de Lima, PMDB, na escolha de quem será o candidato do grupo para disputar a sucessão de João Alves Filho, DEM, em Aracaju.

VOLTA

A situação do deputado federal Adelson Barreto, PTB, campeão de votos, envolvido com a roubalheira das subvenções da Assembleia Legislativa, suscita dúvidas se ele perderá o mandato e o suplente Mendonça Prado, DEM, assumirá. O problema é saber se Adelson, além do mandato, perderá os votos. Ele é acusado de ficar com o dinheiro que foi destinado a Lira de Capela. Adelson foi deputado estadual e é denunciado por ter desviado grana da subvenção.

COMPLICAÇÃO

Caso Adelson Barreto perca o mandato de deputado federal e junto os votos, pode complicar para Mendonça Prado, atual secretário de Estado da Segurança Pública, que continuará na suplência e entrará um suplente da coligação que elegeu Jackson Barreto governador de Sergipe. Prado estava no grupo que perdeu com o senador Eduardo Amorim, PSC, principal adversário de Jackson nas eleições majoritárias estaduais. Embora já fosse aliado de JB, Prado não podia pedir votos para ele, porque o DEM estava na coligação do PSC.

MANDA

Embora a esposa Rivanda Farias tenha renunciado ao mandato de prefeita, depois de denunciada por embolsar milhões de reais, posto que ficava com 10% do valor pago pela prefeitura nas licitações em São Cristóvão, o ex-prefeito e ex-deputado estadual Armando Batalha de Góes continua mandando e principalmente desmandando na administração pública da cidade, segundo seus adversários. É Batalha quem determina quem o prefeito substituto professor Jorge Eduardo dos Santos (Jorjão) nomeia e demite. Jorjão só faz assinar os atos e participar das solenidades de posse. Ele é o verdadeiro prefeito da quarta cidade mais antiga do Brasil. Como dizem por lá: roubar é preciso, porque não há punição e nem devolução da grana do povo. Mas quem são os ladrões da grana da população de São Cristóvão? Uma pergunta que as investigações poderão ou não descobrir.


Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.