Educação

Prefeitos dizem que não pagarão piso dos professores


Em Sergipe, prefeitos garantem que não podem pagar o piso nacional dos professores, porque os municípios estão quebrados. Eles querem fazer um protesto no Congresso Nacional, exigindo dos parlamentares que pressionem o Governo Dilma Rousseff, para que libere mais recursos, a fim de que as prefeituras possam cumprir com as suas obrigações.

 

Piso salarial dos professores tem reajuste de 8,32%
O valor a ser pago chega a R$ 1.697

 

(Foto: Walter Martins/Semed)

O Ministério da Educação (MEC) informou nesta quarta-feira, 29, oficialmente, o reajuste do piso salarial do magistério. O valor, que é reajustado anualmente, como determina a Lei do Piso (Lei 11.738/2008), aumentará 8,32%, chegando a R$ 1.697.

Conforme a legislação vigente, a correção reflete a variação ocorrida no valor anual mínimo por aluno, definido nacionalmente no Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) do ano passado, em relação a piso de 2012. O valor é a remuneração mínima do professor de nível médio com jornada de 40 horas semanais.

O piso salarial passou de R$ 950, em 2009, para R$ 1.024,67, em 2010, e R$ 1.187,14, em 2011, conforme valores informados no site do MEC. Em 2012, o valor vigente era R$ 1.451 e, a partir de fevereiro de 2013, passou para R$ 1.567. O maior reajuste foi o de 2012: 22,22%.

Além do valor do salário, a lei trata das condições de trabalho, estipulando, por exemplo, jornada de no máximo dois terços da carga horária para o desempenho das atividades de interação com os alunos.

Por Agência Brasil


Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.