Arte & Cultura

Oficina de bordado livre com inscrições abertas


Em maio, TATO, ateliê de ilustração, estamparia e bordado, inicia sua programação de cursos com duas turmas de bordado livre. As oficinas acontecem em Aracaju, cada uma com carga horária de quatro horas, nas quais o aluno aprende a técnica, incluindo teoria e prática. A atividade é indicada para estudantes e profissionais de moda, design, e artes, artesãs(ãos), costureiras(os) e público em geral. As inscrições podem ser feitas na loja online (www.atelietato.com.br).

As oficinas são ministradas pela ilustradora e designer Daniella Etinger, idealizadora da TATO. O ateliê sergipano foi lançado em 2016 e tem como premissa o trabalho manual. Nele são desenvolvidos projetos autorais e personalizados de bordado, ilustração e estamparia, utilizados em moda e artesanato.

LIVRE, LEVE E SOLTO

O bordado livre é uma modalidade que dispensa as regras tradicionais da técnica. A principal diferença está na construção do desenho sem a contagem dos fios. A temática também distingue o estilo, em oposição ao motivo mais convencional. Se antes os desenhos florais serviam apenas para fins decorativos, agora costumam retratar o cotidiano e valores pessoais.

Também conhecido como bordado contemporâneo, a técnica se popularizou entre gerações mais novas há pouco mais de três anos. Hoje, essa comunidade tem uma faixa etária elástica, composta por mulheres, ainda a maioria, e também homens.

O resgate não é só da técnica, mas também do trabalho artesanal. O feito à mão, outra tendência em voga, permite às novas bordadeiras desacelerar e valorizar imperfeições, enquanto o bordado livre vem sendo utilizado como ferramenta de representação social e artística. É ainda um recurso ocupacional e de socialização, sendo instrumento contra o estresse, a depressão e a ansiedade.