Transporte

Mototaxistas pedem segurança e combate eficaz contra marginais


Mototaxistas cobram polícia e fazem homenagem a colega executado (Foto Pimenta).

Eles estão nas cidades brasileiras e até nos povoados mais longínquos e vivem no fio da navalha

Viver sobre uma moto quase que 24 horas, para ganhar o pão e alimentar a família, já é perigoso, uma vez que o Brasil é campeão mundial em mortes por acidentes de trânsito, quanto mais ter que enfrentar outro risco: os assaltantes. Por isso que os mototaxistas de Socorro estão sempre reivindicando mais segurança e combate eficaz aos marginais. Eles têm feito manifestações, para chamar a atenção das autoridades, principalmente policiais.

Adenilton Silva Santos diz que está com medo até de sair dentro de casa em Nossa Senhora do Socorro, porque não tem mais hora para ser assaltado.

‘Temos família e a gente trabalha para a sociedade com carinho, amor e dedicação e pedimos que as autoridades olhem para nós da mesma forma’, acrescenta Adenilton.

José Carlos Ribeiro diz que já foi vítima de vários assaltos, carregando a marca da violência no corpo e o trauma de andar assustado com a possibilidade de ser assaltado a qualquer instante.

O mototaxista sabe que tem muitos policiais, mas ressalta que o número de bandidos é superior e é preciso que haja mais rondas ostensivas, para que a malandragem recue.

José Carlos diz que é preciso colocar barreiras nas entradas do município, para impedir a entrada de marginais ou até mesmo amedronta-los.

O tenente PM Jonata Lopes disse que várias abordagens acontecem rotineiramente, a qualquer hora do dia, para inibir as ações dos bandidos.

Jonata diz que é preciso que a população contribua, passando informações para a polícia, a fim de que se faça uma ação mais enérgica. ‘Nós fazemos o possível para dar segurança à população, completa o policial. (Cláudio “Botafogo” Messias)

 


Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.