Geral

Maracutaia jorrando no esgoto: Deso denunciada ao MPF por fornecer dados sigilosos por interessados em comprar Companhia


Deso é acusada de fornecer dados sigilosos a consórcio
Denúncia foi levada ao MPF nesta quarta, 2
02/08/2017
Sindisan vai ao MPF contra Deso e consórcio Sanear Brasil (Foto: Sindisan)

O Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Purificação e Distribuição de Água e Serviços de Esgotos do Estado de Sergipe (Sindisan) protocolou, na manhã desta quarta-feira, 2, uma denúncia no Ministério Público Federal (MPF), alegando que a Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) tem passado informações confidenciais ao Consórcio Sanear Brasil, que venceu o processo licitatório do Banco Nacional para o Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para realizar estudos técnicos na empresa.

O intuito do consórcio é fazer levantamentos sobre custos, operações e realizar pesquisas de viabilidade de uma parceria público-privada com a companhia.

O presidente do Sindisan, Sérgio Passos, disse que algumas empresas deste consórcio não têm certidões negativas de débito. “Elas não poderiam assinar o contrato, já que não estão habilitadas. Estamos combatendo uma situação irregular. Estamos no sentido de que todo esse processo pare até que o grupo esteja com toda a situação regularizada juridicamente”.

Em algumas das reuniões entre Deso e o consórcio, que teriam começado no início do mês passado, o sindicato realizou um protesto e impediu a sua realização. Agora, aguardam a resposta do MPF. “Vamos aguardar pronunciamento do Ministério, e que tome as medidas cabíveis”.