Variedades

Famílias invasoras do Coqueiral recebem casas da Prefeitura de Aracaju


Prefeitura realiza o sonho da casa própria

19/09/2014 – 15h03
clique para ampliarAna Cristina Ferreira dos Santos: feliz com a nova moradia (Fotos: Ascom/Semfas)
clique para ampliarVizinhos se conhecem e se cumprimentam
clique para ampliar
clique para ampliarFamílias começam a mudar para a casa própria
clique para ampliar
clique para ampliar
clique para ampliar

“Esse é o sonho de minha vida. Confiei e estou com a minha casa. Já chorei muito de alegria”, disse emocionada a diarista Ana Cristina Ferreira dos Santos, ex-moradora da invasão das Salinas de São Marcos. Ela é uma das beneficiárias do empreendimento Vitória da Resistência, localizado no bairro Lamarão. Nesta sexta-feira, 19, a Prefeitura Municipal de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Família e da Assistência Social (Semfas), entregou as casas do residencial às 410 famílias egressas de ocupações no Coqueiral, Salinas e outros assentamentos.De acordo com a diretora de Habitação da Semfas, Virgínia Régia Chagas Rabelo, esse também foi mais um sonho realizado pela equipe da secretaria, que trabalhou intensamente na concretização desse projeto. “Saber que essas famílias terão um teto para morar é um motivo de alegria também para nós que acompanhamos essa luta desde o início”, ressalta a diretora, lembrando que, a partir de agora, os moradores passam a ter o direito real de uso, enquanto não recebem a regularização fundiária, e passam a ser os responsáveis pelas casas.

O empreendimento Vitória da Resistência faz parte do programa de habitação do PAC, vinculado à Caixa Econômica Federal e ao Ministério das Cidades. Na capital sergipana, a Semfas é a executora do projeto. Além da parte técnica, foi feito um projeto social a fim de preparar os beneficiários para o seu novo habitat por meio de ações educativas.

Casa própria

Ao entrar em sua nova moradia, o auxiliar de portaria, Josival Cavalcante Carvalho, não conteve a emoção. Segundo ele, sua nova casa foi construída em cima do barraco em que morou na Invasão das Salinas. “Estou muito feliz. Foram tempos de muita luta e hoje só tenho a agradecer a Deus e ao nosso prefeito por ter um lugar bom para morar com a minha família”, afirmou.

Enquanto ajudava o novo vizinho na mudança, o vigilante José Ailson Ferreira destacou o trabalho social feito pelas psicólogas e assistentes sociais da Semfas. “Tivemos muito ensino, muitas palestras. Nós fomos educados para viver aqui. Tenho que agradecer às assistentes sociais e psicólogas que ajudaram a gente”, reconheceu José, lembrando que morou durante 13 anos de aluguel e agora só terá que pagar água e luz.

 


Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.