Polícia

Cuidado com o golpe do IPTU


Quatro pessoas procuraram a Secretaria Municipal da Fazenda (Semfaz) para denunciar que homens estão se passando por funcionários da Prefeitura de Aracaju para aplicar golpes relacionados ao pagamento do Imposto sobre a propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU).

O aposentado José Barreto contou que um homem chegou em sua residência informando que era da PMA e que tinha informações sobre o IPTU. “Ele disse que eu não iria mais pagar o IPTU. Daí pediu o número da minha conta e da minha senha. Logo desconfiei, falei que não e mandei ele embora. Três dias depois, telefonei para a Semfaz e contei o ocorrido”, relatou.

Uma senhora, que preferiu não se identificar, esteve na sede da Semfaz, para relatar que um homem se apresentou como funcionário da PMA e pediu informações sobre o IPTU do imóvel. “Ele chegou em minha residência e perguntou se eu tinha feito alguma modificação na estrutura, e também quis saber sobre o pagamento do imposto. Quando disse que era isenta, tentou me convencer de que eu receberia uma restituição por anos anteriores que realizei o pagamento”, contou a senhora, que esteve na sede da Fazenda, na praça General Valadão, para relatar o ocorrido.

De posse de um papel com o timbre da Prefeitura de Aracaju – marca utilizada nas correspondências oficias – o homem pediu dados pessoas da contribuinte, inclusive informações de conta bancária. “Ele disse que eu receberia o valor direto na conta, mas quando pediu a senha do meu cartão, percebi que era uma tentativa de golpe”, informou a aracajuana. Depois de receber a negativa, o rapaz se retirou da residência.

A Semfaz alertou que não encaminha servidores para tratar de restituição de valores na residência do cidadão. Ainda de acordo com a Semfaz, o cidadão deve acionar a Polícia Militar caso recebe qualquer pessoa se identificação, que se apresente como servidor da Prefeitura ou da Fazenda, pedindo dados bancários. “Esse tipo de processo é iniciado a partir da solicitação do contribuinte, feita presencialmente na secretaria, e também só é finalizado no próprio órgão”, ressaltou o secretário municipal da Fazenda, Jeferson Passos.

O Portal Infonet tentou ouvir a Secretaria de Segurança Pública (SSP) para obter detalhes das investigações, mas até o fechamento dessa matéria, não houve resposta. A equipe de reportagem permanece à disposição por meio do telefone (79) 2106 8000 e do email jornalismo@infonet.com.br.