Agricultura

Codevasf faz peixamento para garantir sustento de famílias do interior


Codevasf lança 150 mil alevinos no São Francisco
Ação ocorreu durante a Procissão de Bom Jesus dos Navegantes
16/01/2017  19:01
Codevasf lança 150 mil alevinos no São Francisco durante festejos no sertão sergipano (Foto: Codevasf)

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) realizou mais um peixamento no Baixo São Francisco Sergipano. Foram lançados 150 mil alevinos nas águas do Velho Chico durante a procissão de Bom Jesus dos Navegantes no município de Gararu, no Alto Sertão de Sergipe. É a segunda ação de repovoamento realizada pela Codevasf neste ano no trecho sergipano do São Francisco.

Foram inseridos 20 mil alevinos de piau e 130 mil alevinos de curimatã. O fornecimento de alevinos e o peixamento foram realizados pelo Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Betume (4º CIB), unidade mantida pela Codevasf no município de Neópolis. No dia 29 será realizada nova ação de repovoamento em Propriá, com soltura de 500 mil alevinos.

Além do peixamento, também foi realizado o plantio simbólico de mudas doadas pela Codevasf em Gararu. Participaram das atividades o superintendente regional da Codevasf, César Mandarino, a prefeita de Gararu, Elizabeth de Oliveira, o ex-prefeito João Francisco Albuquerque, secretários municipais, lideranças políticas e populares que participavam da procissão.

O superintendente regional César Mandarino declarou que o repovoamento do rio São Francisco é uma iniciativa permanente da empresa. “É uma ação muito importante porque contribui para a revitalização do São Francisco e aproxima a Codevasf da população. Foi uma atividade muito proveitosa e nosso objetivo é fortalecer a nossa atuação no município de Gararu”, disse César Mandarino.

A prefeita Elizabeth destacou os benefícios do peixamento e disse que a Codevasf é uma grande parceira do município. “É uma ação de grande importância para o rio São Francisco, que agoniza e necessita muito de cuidados. Com certeza a Codevasf será de alta relevância para a nossa administração”, afirmou.

No último dia 2 a Companhia promoveu um peixamento em Neópolis, inserindo 210 mil alevinos de curimatã e piau no leito do rio São Francisco. Até o final do mês, a Codevasf terá inserido mais de 800 mil alevinos de espécies nativas no Velho Chico em Sergipe em ações de recomposição da fauna pesqueira.

Recursos pesqueiros

Em 2016, o Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Betume produziu aproximadamente 1,9 milhão de alevinos. Grande parte desse estoque foi utilizado em peixamentos realizados nos municípios de Cedro de São João, Ilha das Flores, Japaratuba, Neópolis, Pacatuba, Propriá e Neópolis, contribuindo para o repovoamento da bacia do São Francisco e para a piscicultura familiar.

Atualmente, a Codevasf executa a segunda etapa das obras de ampliação e modernização do Centro Integrado de Betume, que deve resultar em aumento da capacidade de produção para 8 milhões de alevinos por ano. Resultado de um investimento de R$ 2,7 milhões, a obra inclui a construção e reforma de viveiros, a pavimentação de vias de circulação interna, a reabilitação do sistema de captação e a reforma do reservatório de compensação. Em 2016, foi concluída a primeira etapa das obras, após investimento de R$ 1,1 milhão.

Fonte: Codevasf