Novelas

Cena de Niko e Feliz em “Amor à Vida” comove velha atriz


“Esqueci que era um homem com outro homem”, diz Susana sobre Félix e Niko

Susana Vieira se juntou ao coro de fãs da cena comovente em que Félix (Mateus Solano) se declarou para Niko (Thiago Fragoso) em “Amor à Vida” e fez um elogio a ela no “Encontro Com Fátima Bernardes” desta sexta-feira (31), que reuniu vários atores do folhetim.

“Foi uma das cenas mais bonita da novela. Eu esqueci que era um homem com outro homem. Podia ser uma mãe com filho, pai com filha, homem com mulher. Nunca vi uma cena de amor tão linda”, disse a Pilar da trama, que chega ao fim nesta sexta.

Susana não poupou elogios ao colega de Mateus Solano. “O Félix não conseguiu ser odiado nem quando jogou a criança na caçamba. E isso por causa do Mateus, que foi tão inteiro em cena”, afirmou a atriz, puxando uma salva de palmas para o ator.

Também presente no “Encontro”, o autor Walcyr Carrasco revelou que já estava planejando a redenção de Félix desde o início da novela. “Eu construí a novela pra isso. Não à toa, meu livro preferido é “Os Miseráveis” [de Victor Hugo], que fala da redenção através da generosidade. A ideia de redenção é muito forte para mim. Acredito que o ser humano pode se transformar espiritualmente e se tronar uma pessoa melhor”.

Autismo

Carrasco ainda falou sobre a forma como conduziu a história da autista Linda (Bruna Linzmeyer). “Optei pelo caminho do conto de fadas. Existe a possibilidade de superação e essa personagem consegue isso quando alguém dedica tempo para ela. No caso da Linda, é pelo amor que vem a superação”.

Bruna contou que o público tem sido muito carinhoso com ela nas ruas. “Foi tudo muito carinhoso. Porque tinha essa carga histórica atrás, de pessoas que nunca viveram com pessoas autistas ou que conviveram com a doença. E o alcance da novela das nove é maravilhoso. Acho que pode plantar algumas sementinhas”.

Surra ovacionada

Protagonista do folhetim, Paolla Oliveira disse que o publicou a elogiou muito pelas surras da trama. “Nunca fui tão ovacionada pelas surras de uma novela. Ouvi muita história de mães que brigaram pelos filhos”, disse a atriz, lembrando a cena em que Paloma bate em Félix ao descobrir que ele havia jogado Paulinha (Klara Castanho) na caçamba.

Feminilidade aguçada

Chegando ao fim de seu primeiro trabalho na TV, Maria Casadevall afirmou que aprendeu muitas coisas com Patrícia, sua personagem na trama. “A Patrícia fez encontrar uma certa sensualidade, que eu não tinha tanto à mostra. Uma feminilidade mais aflorada. Ela é intensa e muito prática, coisa que não sou. Acho que aprendi a ser mais prática com ela”.


Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.