Cadê você?

Aonde estão os políticos das últimas eleições?


  • Nestes lugares públicos, onde existe seriedade, poucos aparecem, porque não estamos num ano eleitoral.
ClaudioMALVINAS

 

Quem mora na invasão das Malvinas, no bairro Aeroporto, vem sendo enganado há muitos anos. Governo do Estado e Prefeitura de Aracaju prometem e nada fazem, para acabar com os esgotos a céu aberto, ruas esburacadas e nada é feito, segundo a moradora agente de Saúde, Conceição Ressurreição. As crianças ficam na lama ou na poeira. Eu moro há mais de 30 anos, a população foi aumentando e o poder público não faz coisa alguma para beneficiar a comunidade, o que é lamentável lamenta, principalmente por ser uma área da zona sul. Nós moramos numa favela e eles colocaram o nome bonito de comunidade, mas é favela mesmo, acrescenta, ainda comentando que a música diz que quem é rico mora na praia, mas nós somos desrespeitados e negligenciados.

 

 COPA DA ENGANAÇÃO

 

Na Invasão das Malvinas ou Recanto da Paz, como a Prefeitura prefere chamar, para dar a impressão de que o local é bom. Antes da Copa anunciaram obras de drenagem e outras, mas passou a Copa, o Brasil fez feio e muito mais as autoridades, que nada fizeram pelos favelados do Recanto da Paz, que não sabem quem comeu o dinheiro das obras das Malvinas.

DOENÇAS

 

Fernanda de Jesus é outra sofrida moradora do Recanto da Paz e ela diz que as crianças pegam doença de pele, porque brincam na lama e nada é feito. É muito difícil. Não sei o que fazer mais. Quando chove é pior, porque as crianças ficam doentes.

MUDANÇA

 

Fernanda de Jesus diz, ainda, que as mudanças só ficaram no nome, porque fica pior a cada ano. Eles passaram aqui nas eleições, pediram votos, dizendo que fariam o saneamento básico e nada. Tem escorpiões, ratos e baratas. Tudo. Cadê o prefeito? Disse que ia fazer e acontecer e nada, disse.

 

 PORCOS

 

Vanessa de Jesus confirma que já foram registradas até morte na Invasão das Malvinas, por causa da leptospirose, uma vez que as ratazanas infestam a área, sem saneamento básico. Passaram as eleições e não tivemos nada. Em 2014, anunciam infraestrutura com saneamento básico em todo loteamento e ficou só nas promessas. Nós somos gente e não porcos, desabafa a moradora do Recanto da Paz ou Invasão das Malvinas.

 

 CENTRÃO

 

Para sofrer em Aracaju não é preciso morar apenas em favelas, porque a turma do bairro Getúlio Vargas, a poucos quilômetros do centro comercial da capital, vive dramas parecidos. E um exemplo disso são os esgotos entupidos entre as ruas Marechal Deodoro e Porto da Folha. O comerciante Marcos Braz afirma que o mau cheiro e os mosquitos tiram o sono e sossego. José Genivaldo Santos diz que já fez várias solicitações e fica o jogo de empurra entre a Prefeitura e a Deso, cada uma colocando a responsabilidade na outra, pelo caos, enquanto que os moradores ficam sofrendo. Marcelo Leandro Rodrigues garante que já fez tudo que pôde, para chamar a atenção das autoridades e eles mandam aguardar e nós ficamos nesta situação, passando pelo mesmo problema com esta situação crítica.

DESAFIO

 

Nem estamos num ano eleitoral e a coisa pega fogo em Itabaiana, onde se respira política 27 horas por dia, porque lá a contagem das horas é diferente. Vejam o que me manda Carlito Jesus ; “Prefeito de Itabaiana, Valmir  Santos Costa (Valmir de Francisquinho), continua mentindo e vai para uma rádio dizer que o Centro de Nefrologia é obrigação do Estado. Prefeito, você é uma vergonha para Itabaiana, onde o dinheiro que vem para o Centro de Nefrologia é de recurso federal. E você vai para uma rádio dizer que é estadual. Eu desafio o senhor para lhe mostrar que é programa federal. O ex-secretário Roberto Bispo pagava em torno de 130 a 150 mil reais a clínica por mês. Na época, eram umas 30 pessoas por sessão em cada turno ao dia que dava 90 pessoas, hoje são 7 pessoas que dar 21 pessoas. Eu estou lhe desafiando para mostrar a você que é do governo federal esse convênio. Prefeito tenha compromisso com o povo que está precisando desse serviço. Não tem nada a ver com governo do Estado e sim, do município. Preste conta do dinheiro da saúde a sociedade. Eu lhe desafio para ver quem está mentindo. Vamos ao ministério publico nós dois?”.

DESAPARECIDOS

 

Você não consegue encontrar nenhum político em seu gabinete ou sua residência? Então, vá em todas as procissões dos povoados que você encontrará aos cachos. Estão pagando penitência e enganando os bestas, em nome da fé.

 

ESTUDANTES

 

Foi lançado oficialmente o programa Estágio Participação da Câmara dos Deputados, uma nova maneira de levar interação e conhecimento do Parlamento a universitários. No evento, o presidente da Casa, Eduardo Cunha, disse que quer esses estudantes como aliados para explicar como é feito o trabalho dos deputados. “Queremos tê-los como porta-vozes dentro da sociedade, porque poucos sabem como as coisas são produzidas aqui. A imagem às vezes que fazem do trabalho dos parlamentares não corresponde à realidade do tamanho do que é realizado aqui”, declarou. Para o 2º secretário da Câmara, deputado Felipe Bornier (PSD-RJ), essa é uma oportunidade para que os alunos interajam com os deputados e aprendam na prática sobre a democracia brasileira. “É essa a reforma política que a gente quer, a juventude consciente e crítica, discutindo soluções para o Parlamento e um Brasil cada vez melhores”, disse.

 COMERCIANTES

 

O consumidor poderá ter informação sobre a validade dos produtos com código de barras junto aos preços afixados nos estabelecimentos comerciais. É o que prevê o Projeto de Lei 91/15, apresentado pelo deputado Adail Carneiro (PHS-CE). Adail Carneiro reclama que muitos consumidores são lesados ao serem levados a comprar produtos vencidos. O projeto altera a Lei 10.962/04, que trata da oferta e das formas de afixação de preços de produtos e serviços para o consumidor. Hoje a lei determina que, nos casos de utilização de código referencial ou de barras, o comerciante deverá colocar, junto aos itens expostos, de forma clara e legível, informação relativa ao preço do produto, suas características e código. Pela proposta, além dessas informações, deverá constar a data de validade para o consumo, quando houver.

CONSIGNADOS

 

O governo federal encaminhou ao Congresso Nacional a Medida Provisória (MP) 681/15, que amplia de 30% para 35% o limite do crédito consignado (descontos autorizados pelo trabalhador na folha de pagamentos), para incluir despesas com cartão de crédito. Atualmente, os trabalhadores podem autorizar o desconto relativo a contratos de empréstimo, financiamento ou arrendamento mercantil (leasing – quando o bem é a garantia da dívida) até o limite total de 30%, de acordo com a Lei do Crédito Consignado (10.820/03). A MP acrescenta 5 pontos percentuais apenas para despesas relacionadas ao cartão de crédito, passando o total a ser de 35% da remuneração. Além desses descontos, o trabalhador poderá continuar a autorizar mais 10% do salário em convênios com planos de saúde, farmácias, previdência privada e seguros.

 

12-DEFICIENTES

 

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou proposta que inclui no Código Civil (Lei 10.406/02) a figura da curatela compartilhada no caso de pessoas maiores de 18 anos com deficiência física grave ou deficiência mental. Por meio deste instrumento, o juiz determina quem vai cuidar de uma pessoa incapacitada (e seus bens). Atualmente, o Código Civil não faz menção à curatela compartilhada. O projeto ainda precisa ser analisado pela Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência, antes de seguir para votação pelo Plenário da Câmara dos Deputados. Como o projeto tramita em regime de urgência, ele poderá ser votado diretamente.

 CASAMENTO CAIPIRA

 

Maruim ainda comemora o sucesso da tradicional festa do casamento caipira Organizada pelos moradores da Rua Quintiliano da Fonseca, a popular ‘Rua do Açougue’, a festa cultural reúne centenas de cavaleiros e amazonas todos os anos. De acordo com secretário municipal de Cultura e Turismo, Gilton Rezende, a festa faz parte das tradições juninas. “No casamento caipira, apesar da simplicidade, curiosos e adeptos sempre elogiam a festa”, afirmou. Na programação, teve shows com Negão Aboiador e Banda Saga de um Vaqueiro, que começou 12h, na concentração da Rua do Açougue. Negão Aboiador animou a cavalgada pelas ruas do município. Em seguida, teve Forró de Ana Brito e Banda DK Paixão.